sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Idealistas e Materialistas

Materialismo e idealismo são noções filosóficas. Na definição filosófica os materialistas não equivalem a indivíduos que vivem e pensam exclusivamente em coisas materiais, consumistas, a quem desinteressa as coisas do espírito, da ética, da cultura; assim como os idealistas não significam aqueles que se guiam por sonhos, quimeras, utopias.
Em rigor os materialistas afirmam que é a vida que determina a consciência, os idealistas afirmam o contrário. Ambos prestam valor às ideias, mas os materialistas consideram que estas são uma função do cérebro e das relações sociais, enquanto os idealistas acreditam que possuimos uma «parte» espiritual que é independente do corpo natural. Os materialistas são «monistas», os idealistas são «dualistas».
Deste modo, alguns materialistas podem ser utopistas (acreditar na força e valor das utopias sociais, artísticas, etc.) e outros recusam a utilidade das utopias. Tanto os idealistas como os materialistas valorizam a ética; a diferença é que os segundos afirmam que os valores e comportamentos éticos são criações históricas, condicionadas e sujeitas às mudanças (determinadas por vários factores sociais que a ética por vezes desconhece e oculta) e às condições físicas (o corpo do indvíduo, as características da Espécie), enquanto que os idealistas acreditam que possuímos uma coisa a que chamam de «livre arbítrio», incondicionada e «espiritual».
Os materialistas não todos e sempre «ateus», assim como os idealistas não são necessariamente sempre adeptos de uma determinada religião e igreja.
A «matéria» não se resume para todos os materialistas á matéria física, consideram que as relações e instituições sociais se incluem na «materialidade» do viver humano (o modo de produção do viver, em primeiro lugar). É falso afirmar-se que os materialistas apenas acreditam no que vêem, nas sensações, e nos prazeres físicos imediatos. A verdade é que existiram filósofos idealistas que se atinham às sensações. 

1 comentário:

Wendeson Barros disse...

Encontrei vários textos na net mas, este foi o mais lúcido que encontrei para explicar idealismo.
webarros.blogspot.com.br


Templo dórico, Viagem à Sicília, Agosto 2009

Templo grego clássico da Concórdia

Templo grego clássico da Concórdia
Viagem à Sicília

Teatro greco-romano

Teatro greco-romano
Viagem à Sicília

Pupis

Pupis
Viagem à Sicília Agosto 2009

Viagem à Polónia

Viagem à Polónia
Auschwitz: nele pereceram 4 milhôes de judeus. Depois dos nazis os genocídios continuaram por outras formas.

Viagem à Polónia

Viagem à Polónia
Auschwitz, Campo de extermínio. Memória do Mal Absoluto.

Forum Romano

Forum Romano
Viagem a Roma, 2009

Roma - Castelo de S. Ângelo

Roma - Castelo de S. Ângelo
Viagem a Roma,2009

Roma-Vaticano

Roma-Vaticano

Roma-Fonte Trévis

Roma-Fonte Trévis
Viagem a Roma,2009

Coliseu de Roma

Coliseu de Roma
Viagem a Roma, Maio 2009

Vaticano-Igreja de S.Pedro

Vaticano-Igreja de S.Pedro

Grécia

Grécia
Acrópole

Grécia

Grécia
Acrópole

Viagem à Grécia

Viagem à Grécia

NOSTALGIA

NOSTALGIA

CLAUSTROFOBIA

CLAUSTROFOBIA