sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Idealistas e Materialistas

Materialismo e idealismo são noções filosóficas. Na definição filosófica os materialistas não equivalem a indivíduos que vivem e pensam exclusivamente em coisas materiais, consumistas, a quem desinteressa as coisas do espírito, da ética, da cultura; assim como os idealistas não significam aqueles que se guiam por sonhos, quimeras, utopias.
Em rigor os materialistas afirmam que é a vida que determina a consciência, os idealistas afirmam o contrário. Ambos prestam valor às ideias, mas os materialistas consideram que estas são uma função do cérebro e das relações sociais, enquanto os idealistas acreditam que possuimos uma «parte» espiritual que é independente do corpo natural. Os materialistas são «monistas», os idealistas são «dualistas».
Deste modo, alguns materialistas podem ser utopistas (acreditar na força e valor das utopias sociais, artísticas, etc.) e outros recusam a utilidade das utopias. Tanto os idealistas como os materialistas valorizam a ética; a diferença é que os segundos afirmam que os valores e comportamentos éticos são criações históricas, condicionadas e sujeitas às mudanças (determinadas por vários factores sociais que a ética por vezes desconhece e oculta) e às condições físicas (o corpo do indvíduo, as características da Espécie), enquanto que os idealistas acreditam que possuímos uma coisa a que chamam de «livre arbítrio», incondicionada e «espiritual».
Os materialistas não todos e sempre «ateus», assim como os idealistas não são necessariamente sempre adeptos de uma determinada religião e igreja.
A «matéria» não se resume para todos os materialistas á matéria física, consideram que as relações e instituições sociais se incluem na «materialidade» do viver humano (o modo de produção do viver, em primeiro lugar). É falso afirmar-se que os materialistas apenas acreditam no que vêem, nas sensações, e nos prazeres físicos imediatos. A verdade é que existiram filósofos idealistas que se atinham às sensações. 

2 comentários:

Wendeson Barros disse...

Encontrei vários textos na net mas, este foi o mais lúcido que encontrei para explicar idealismo.
webarros.blogspot.com.br

aprender disse...

Nossa finalmente depois de tantas horas tentando entender esses assuntos, finalmente encontrei um texto que me proporcionou total aprendizado, muito obrigada e parabéns!!!!


Templo dórico, Viagem à Sicília, Agosto 2009

Templo grego clássico da Concórdia

Templo grego clássico da Concórdia
Viagem à Sicília

Teatro greco-romano

Teatro greco-romano
Viagem à Sicília

Pupis

Pupis
Viagem à Sicília Agosto 2009

Viagem à Polónia

Viagem à Polónia
Auschwitz: nele pereceram 4 milhôes de judeus. Depois dos nazis os genocídios continuaram por outras formas.

Viagem à Polónia

Viagem à Polónia
Auschwitz, Campo de extermínio. Memória do Mal Absoluto.

Forum Romano

Forum Romano
Viagem a Roma, 2009

Roma - Castelo de S. Ângelo

Roma - Castelo de S. Ângelo
Viagem a Roma,2009

Roma-Vaticano

Roma-Vaticano

Roma-Fonte Trévis

Roma-Fonte Trévis
Viagem a Roma,2009

Coliseu de Roma

Coliseu de Roma
Viagem a Roma, Maio 2009

Vaticano-Igreja de S.Pedro

Vaticano-Igreja de S.Pedro

Grécia

Grécia
Acrópole

Grécia

Grécia
Acrópole

Viagem à Grécia

Viagem à Grécia

NOSTALGIA

NOSTALGIA

CLAUSTROFOBIA

CLAUSTROFOBIA