segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Falemos de Psicologia- ALEXIS LEONTIEV: Uma Psicologia materialista.

A vida de Alexis Leontiev


Alexis Leontiev nasceu em 1903 em Moscou. Foi professor da Universidade de Moscou desde 1941 e criador da faculdade de Psicologia da qual foi decano. Foi membro da Academia de Ciências Pedagógicas da URSS e doutor honoris causa da Universidade de Paris . Foi presidente do congresso Internacional de Psicologia de Moscou (1971). Experimentador ao longo de toda sua vida, trabalhou sobre o desenvolvimento do psiquismo na criança, do psiquismo animal, a percepção, os sistemas funcionais do psiquismo, as relações entre o homem e as técnicas modernas, a alienação moderna, etc. No decurso de meio século de atividade científica efetuou e dirigiu um número considerável de trabalhos experimentais. Foi a partir deles e para melhor os interpretar que chegou a uma concepção de conjunto. Suas investigações levaram-no a defender a natureza sócio-histórica do psiquismo humano e a partir daí a teoria marxista do desenvolvimento social tornou-se, para ele, indispensável. Leontiev, porém, não limitou seu horizonte ao laboratório, preocupou-se com os problemas da vida humana em que o psiquismo intervém, o seu campo de estudos compreende a pedagogia, a cultura no seu conjunto, o problema da personalidade etc. Envolveu-se com numerosos órgãos e organismos da vida científica, filosófica e política. Foi discípulo de Vigotsky e empreendeu com este, vários trabalhos sobre o desenvolvimento ontogenético do psiquismo, especialmente sobre a memorização. Na obra "O desenvolvimento do psiquismo", o autor tem como objetivo revogar opiniões biologizantes sobre a natureza e o desenvolvimento do psiquismo humano, na qual os processos psíquicos superiores e as aptidões humanas dependeriam direta e fatalmente dos caracteres biológicos hereditários. Estas concepções manifestam-se também nos preconceitos pedagógicos ou outros resultantes da desigualdade das condições sociais do desenvolvimento das pessoas. Finalmente um pequeno livro muito importante aparecido em Moscou em fins de 1973 reúne os trabalhos e reflexões dos últimos anos sob o título "Atividade, consciência e personalidade". Neste, Leontiev fala, entre outras coisas, da psicologia soviética, que foi o caminho de uma luta incessante orientada para a assimilação criadora do marxismo - leninismo e contra as concepções idealistas e mecanistas biologizantes que tomava ora um rosto, ora outro. Compreendíamos todos que a psicologia marxista não é uma tendência particular, não é uma escola, mas, uma etapa histórica que representa o princípio de uma psicologia altamente científica e conseqüentemente materialista.


O significado do brincar

O desenvolvimento psíquico da criança
Os diferentes estágios da infância e suas atividades
Envolvimento com questões educacionais

No livro "Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem", Leontiev escreveu dois capítulos: "Uma contribuição ao desenvolvimento da psique infantil " e "Os princípios psicológicos da brincadeira infantil", inspirado nas concepções de Vigotsky, sobre o brincar da criança. Segundo ele, o caráter psíquico da criança se modificará a partir do momento em que ela der um significado ás coisas que ela sabe, não importando a quantidade de coisas que ela já sabe. Quando a criança vai para a escola, não existem apenas deveres para com os pais e professores, há uma obrigação com a sociedade. A criança sabe, mas isso só adquire um sentido real quando ela começa a estudar. Essa obrigação de ir para a escola e essa necessidade de estudar faz a criança se sentir mais importante e mais adulta. É por isso que para a criança é tão marcante tirar uma nota ruim, pois essa nota nunca mais será substituída, por mais que tire uma nota boa, mais tarde, essa nota estará sempre ao lado da ruim.

O desenvolvimento psíquico depende da atividade principal da criança. Essa atividade não é aquela que a criança mais faz, e sim aquela :
Que faz surgir outras atividades diferenciadas. Ex: aprender brincando.
Que dependem de as principais mudanças psicológicas na personalidade infantil observada num período. Ex: com o brinquedo no período da pré-escola, a criança assimila as funções sociais das pessoas. Isso é importante para a modelagem de sua personalidade.

A criança vai passando por vários estágios, e o conteúdo desses estágios, depende das condições de vida de cada pessoa. Ela muda de estágio a partir do momento em que ela percebe que suas potencialidades estão de acordo com seu modo de vida. Suas atividades variam de acordo com os estágios e dependendo da atividade a ação pode ter outro caráter psicológico. Por exemplo: Por que uma criança resolve um problema de matemática dado como tarefa? Com certeza ela não pensa que ela irá aprender, ela faz a tarefa para não ficar de castigo, para a professora não brigar com ela, ou mesmo para ela tirar uma nota boa. Porém nem toda atividade que ela realiza ela a faz pensando no resultado. Ao brincar, a criança não tem nenhum objetivo ao final da brincadeira. O próprio ato é o motivo, pois ela se diverte brincando. Num jogo, para a criança, o importante não é ganhar e sim competir, ela quer jogar pela simples diversão. Já para os adultos, o mais importante é ganhar e não competir, então o jogo deixa de ser uma brincadeira. Conforme a criança se desenvolve, ela começa a querer imitar os adultos e a fazer coisas para obter resultados e não simplesmente por fazê-las. Por exemplo: ao ver a mãe cozinhando e cuidando de um irmão menor, a menina começa a querer imitar a mãe e vai brincar às "casinhas". Como a criança não persegue um objetivo com isso, e só quer se divertir, pra ela não importa que seu bebê não chore e que sua comida não seja de verdade. Porém, a partir do momento em que ela começa a buscar um objetivo naquilo que faz, a brincadeira perde a graça, e ela quer então ajudar sua mãe ao invés de imitá-la.
A brincadeira é muito importante para a criança pois estimula sua imaginação. Ela começa a perceber as funções sociais das pessoas e desenvolve sua personalidade. Para interpretar uma brincadeira é preciso penetrar na psicologia da criança, pois crianças de idades diferentes podem brincar da mesma coisa, porém, de formas diferentes.


in www.oocities.com/eduriedades/alexisleontiev.html (corrigi o texto)

Sem comentários:


Templo dórico, Viagem à Sicília, Agosto 2009

Templo grego clássico da Concórdia

Templo grego clássico da Concórdia
Viagem à Sicília

Teatro greco-romano

Teatro greco-romano
Viagem à Sicília

Pupis

Pupis
Viagem à Sicília Agosto 2009

Viagem à Polónia

Viagem à Polónia
Auschwitz: nele pereceram 4 milhôes de judeus. Depois dos nazis os genocídios continuaram por outras formas.

Viagem à Polónia

Viagem à Polónia
Auschwitz, Campo de extermínio. Memória do Mal Absoluto.

Forum Romano

Forum Romano
Viagem a Roma, 2009

Roma - Castelo de S. Ângelo

Roma - Castelo de S. Ângelo
Viagem a Roma,2009

Roma-Vaticano

Roma-Vaticano

Roma-Fonte Trévis

Roma-Fonte Trévis
Viagem a Roma,2009

Coliseu de Roma

Coliseu de Roma
Viagem a Roma, Maio 2009

Vaticano-Igreja de S.Pedro

Vaticano-Igreja de S.Pedro

Grécia

Grécia
Acrópole

Grécia

Grécia
Acrópole

Viagem à Grécia

Viagem à Grécia

NOSTALGIA

NOSTALGIA

CLAUSTROFOBIA

CLAUSTROFOBIA